Falta de confiança: Parte I

by - maio 22, 2017

Sempre quis ter um blog, mas sempre houve algo dentro de mim a dizer que não devia ter um, que ia ser um falhanço. Sempre há! É disso que vamos falar hoje. 



A maior partes das vezes as pessoas não são aquilo que demonstram ser, a vida ensinou-me isso mesmo. Por vezes as pessoas que pensas que são muito confiantes estão cheias de inseguranças e as pessoas que parecem inseguras são as mais confiantes. 
Costumam dizer que não sou muito social, que não sou muito simpática. Engraçado, eu não me vejo nada assim, acho que elas andam enganadas. É o medo, só isso. Mas medo de quê não é?
Sou forte, apesar de ser insegura. Oh a insegurança, a falta de confiança... tenho uma voz na minha cabeça a dizer-me constantemente que vou falhar, que não devia falar, que mais vale estar calada, que de certeza que alguma coisa vai correr mal. Mas ao mesmo tempo tenha a força de ultrapassar essa voz e até hoje consegui tudo o que quis. 
Se essa voz me impede de ser um bocadinho mais livre? Sim, claro. Já deixei coisas por fazer por pensar que não vai dar certo e já deixei coisas por dizer por ter medo do que vão pensar de mim. 
Se tento ultrapassar isso? Claro, olha para ela, criou um blog!! 
É desta forma que gosto de demonstrar que sou mais forte que tudo, é quando consigo enfrentar todas as vozes contra e fazer aquilo que quero e que me faz feliz! Se pode correr mal? Pode, mas qual é o pior mal que pode advir daí? Isso mesmo, nenhum.  

O que é que me ajuda a ser mais forte? Fica para outro post! 

You May Also Like

0 comentários